top of page
  • Foto do escritorGrupo Apomedil

SINISTRO DE CARGA: O QUE É, COMO FUNCIONA E O QUE FAZER?

Para quem faz a gestão de frota, é fundamental saber o que é sinistro de carga. E isso é igualmente verdade para quem está na estrada e fica suscetível a esse tipo de situação. Uma vez que todos estão alinhados sobre os procedimentos para cada situação de sinistro de carga, será bem mais fácil saber o que fazer nesses momentos.


Mas, e aí, amigo caminhoneiro, qual é o seu nível de conhecimento sobre o sinistro de carga? Se ao olhar para a sua tela a resposta é pouco ou quase nada, não se preocupe. Todos os dias surgem inúmeras demandas e fica difícil se aprofundar em determinados assuntos, por mais que eles sejam importantes.


Pensando nisso, criei este material descomplicado e com informações valiosas que você precisa saber sobre sinistro de cargas para auxiliar na ocorrência de cada situação. Boa leitura!


O que é sinistro de carga?

Primeiramente, vou explicar para você o que é um sinistro de carga. Sendo assim, há ocorrência de um sinistro de carga quando um objeto segurado sofre uma avaria, durante o carregamento ou transporte, conforme a apólice de seguro contratada.


Vale lembrar que o Seguro de Responsabilidade Civil de Transportador Rodoviário de Cargas (RCTR-C) é obrigatório em todo o país. Algumas das situações asseguradas são:

  • Colisões;

  • Incêndios;

  • Tombamentos, entre outras.

Além disso, há o seguro de Responsabilidade Civil Facultativa de Desaparecimento de Cargas (RCF-DC) que cobre o furto e o roubo de cargas transportadas. Infelizmente, como você sabe, isso é algo constante nas rodovias de todo o território nacional.


Em síntese, acontece uma ocorrência de sinistro quando uma carga transportada sofre uma avaria por um acidente ou é furtada e não chega ao seu local de destino.


Quais os tipos de sinistro de carga?

Agora que ficou mais claro o que é sinistro de cargas, vou explicar sobre os tipos de sinistro — visto que eles podem variar conforme a cobertura do seguro contratado.


Sinistro de carga por acidente

O Brasil é um país com uma extensa malha rodoviária. Diariamente, a indústria, o agronegócio e empresas de ramos variados utilizam o transporte terrestre para levar o que produzem até os seus mercados consumidores.


Diante desse cenário, considere as condições climáticas, das rodovias e o fluxo de trânsito, por exemplo, como fatores que levam a acidentes de trânsito. Sendo assim, o sinistro por acidente é aquela ocorrência em que há danos à carga ou às pessoas. Em outras palavras, em caso de acidente, a seguradora presta assistência e cobertura dos eventuais danos.


Sinistro de carga por furto ou roubo

O furto e roubo de cargas é uma prática criminosa, diariamente noticiada, seja nas rodovias, nos portos ou aeroportos. Dessa forma, essa ocorrência de sinistro acontece quando a carga transportada desaparece por meio de ameaças ou de violência.


Com isso, as transportadoras optam pela contratação de seguros mais completos que cubram esse tipo de imprevisto a fim de minimizar os prejuízos decorrentes do furto ou roubo.


O que fazer na ocorrência de um sinistro de carga?

Saber como agir em uma situação de sinistro de carga é importante para que a condução de toda ocorrência seja sem maiores transtornos. Portanto, além de quem faz a gestão da frota, as pessoas que estão na estrada transportando a carga precisam ter conhecimento sobre o que a apólice de seguro cobre.


Com isso, a primeira medida a ser tomada é entrar em contato com a seguradora para informar o ocorrido. Depois, é importante que se faça um Boletim de Ocorrência na polícia, com provas que confirmem o sinistro. Além disso, não se esqueça de verificar a documentação necessária para a análise da seguradora.


Qual o procedimento de vistoria em um sinistro de carga?

O processo da vistoria em um sinistro de carga é uma etapa obrigatória em todas as categorias de sinistro. Sendo assim, é ela que determina o que será indenizado parcial ou totalmente. Ela é feita no local de destino ou em outro local, em concordância entre seguradora e segurado, com a mercadoria descarregada.


Após apurar e avaliar o prejuízo, a perícia aponta o tamanho do sinistro para a transportadora. Ela, por sua vez, indica os representantes para guardar o restante da carga e acompanhar todos os processos do sinistro.


Quais as etapas do sinistro de carga na seguradora?

É importante saber como são as etapas de processamento do sinistro na seguradora:

  • Apuração de danos — basicamente, nessa etapa é feito o levantamento de informações, como causa, extensão dos danos e documentação, por exemplo;

  • Regulação após a apuração dos danos e das circunstâncias em que ocorreram o sinistro de carga, é comparada a cobertura com a extensão dos danos;

  • Liquidação — nesta última etapa do sinistro o dano é indenizado seguindo as regras da apólice de seguro contratada.

Quando o seguro de carga não cobre?

Independentemente de se o sinistro for por acidente ou furto, existem algumas situações que não têm cobertura. Veja:

  • Em caso de má-fé ou alguma ação de natureza ilegal;

  • Se houver alguma informação falsa ou omissão;

  • Recusa por parte do segurado em relação ao sinistro de carga;

  • Negligência na conservação da carga que tenha sofrido os danos;

  • Aumento intencional do prejuízo.

Todos esses cenários podem ser evitados no momento da ocorrência do sinistro de carga. É fundamental apresentar as informações verdadeiras e provas que comprovem o sinistro de maneira transparente e ágil. Assim, você terá seus benefícios do seguro o mais rápido possível.


Qual o prazo para a indenização do sinistro de carga?

Após as etapas de validação do sinistro, as seguradoras têm trinta dias para indenizar o segurado. Se houver atrasos, há juros que a seguradora deve pagar ao segurado.


Contudo, em casos nos quais é necessário outros documentos para avaliação da ocorrência, a seguradora terá mais 30 dias para resolver o caso.


Como evitar o sinistro de carga?

A resposta para essa questão é muito simples: investir em programas de prevenção de sinistro de cargas. O fato é que é de responsabilidade da seguradora treinar e preparar as pessoas que prestam serviços sobre direção preventiva e orientações sobre segurança nas estradas.


Além disso, outra iniciativa que ajuda na prevenção de sinistros é o uso da tecnologia para o monitoramento e comunicação durante todo o percurso da viagem.


Por fim, o sinistro de carga é uma situação que todas as pessoas que trabalham com logística, gestão e condução do caminhão estão suscetíveis. O importante sempre é manter a calma e procurar trabalhar em acordo com a seguradora e autoridades locais, beleza?

0 comentário
bottom of page