top of page
  • Foto do escritorGrupo Apomedil

EXCESSO DE CARGA: SAIBA QUAIS SÃO OS RISCOS E PENALIDADES!

Quando estão na estrada, muitos caminhoneiros se deparam com a seguinte dúvida: “será que consigo levar um pouco mais de carga?”. Pode ser tentador dizer sim, mas o excesso de carga pode gerar riscos e penalidades que muitas vezes não são considerados.


Essas consequências são severas, pois não afetam apenas a segurança nas estradas, mas também a saúde do seu bolso ou da empresa. Então vamos juntos descobrir neste post o que pode acontecer quando o peso ultrapassa os limites permitidos. Acompanhe!


Como é a rotina de transportes de cargas no Brasil?

Entender a rotina de transporte de cargas no Brasil exige olhar para dois lados da mesma moeda: os motoristas autônomos e aqueles contratados por empresas.


Para os autônomos, o desafio é duplo. Além de guiar, precisam gerenciar o negócio, cuidando da manutenção do veículo, roteirização e negociação com clientes. O equilíbrio entre a quantidade de carga transportada e a rentabilidade da viagem é crucial.


Já os contratados por empresas de transporte têm a segurança de um contrato fixo. No entanto, enfrentam longas jornadas de trabalho, muitas vezes em condições adversas, pressionados para cumprir prazos apertados. Por vezes, a urgência do transporte incentiva a prática do excesso de carga, mas essa é uma atitude perigosa.


Em ambos os casos, o objetivo é o mesmo: garantir a entrega rápida e segura das mercadorias. Mas o desafio é grande e passa, invariavelmente, por um tema delicado: a carga com excesso de comprimento.


O que diz a lei sobre o excesso de carga?

A Lei da Balança se baseia nas resoluções 210 e 211 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) e define os limites de peso que cada tipo de caminhão pode carregar nas rodovias.


Em 2021, ela recebeu uma atualização. A tolerância da capacidade de carga aumentou de 10% para 12,5%. Mas é importante ressaltar que o peso permitido pode variar de acordo com o eixo do veículo, o que também influencia no valor pago nos pedágios.


Vale lembrar que cada tipo de caminhão tem uma capacidade máxima de carga que pode carregar. Veja alguns exemplos:

  • Caminhão pesado, também conhecido como Truck: 23 toneladas;

  • Veículo Urbano de Carga (VUC): 3 toneladas;

  • Toco ou semipesado: 16 toneladas;

  • Carreta cavalo trucado: 45 toneladas;

  • Carreta de 3 eixos: 41,5 toneladas;

  • Carreta de 2 eixos: 33 toneladas;

  • Bitrem: 57 toneladas;

  • Bitruck: 29 toneladas;

  • Rodotrem: 74 toneladas.


Além da carga máxima permitida, existem normas que definem os limites de suas dimensões. No que diz respeito à largura e altura máximas dos veículos, há as seguintes medidas:

  • Largura não deve exceder: 2,60 metros;

  • Altura máxima permitida: 4,40 metros.

Por sua vez, o limite de comprimento desses veículos varia da seguinte forma:

  • Para veículos não-articulados: não podem ultrapassar 14 metros;

  • Veículos articulados compostos por duas partes (como caminhões, ônibus e reboques): limite máximo de 19,80 metros.

Quando esses limites são ultrapassados, há o chamado “carga com excesso de comprimento”, o que também é passível de multa e traz riscos adicionais.


Quais são os riscos do transporte com excesso de carga?

O transporte de cargas que ultrapassa os limites legais estabelecidos representa perigo não apenas para o transportador, mas também para a segurança nas estradas e a integridade das rodovias. Confira os principais riscos a seguir!


Risco de acidentes

A sobrecarga em caminhões pode aumentar significativamente o risco de acidentes. Isso ocorre porque o excesso de peso pode impactar a capacidade de manobra do veículo e o tempo necessário para frenagem, além de poder causar falhas mecânicas.


Danos às estradas

Rodovias e pontes são projetadas para suportar um certo peso. Quando caminhões circulam com carga acima do permitido, o estresse sobre a infraestrutura aumenta, o que pode levar a danos e, em casos extremos, até ao colapso dessas estruturas.


Desgaste do veículo

Levar cargas acima do limite estipulado pode acarretar um desgaste acelerado das partes do veículo, como os pneus, os freios e a suspensão. Isso resulta na necessidade de manutenções mais constantes e na redução da durabilidade do caminhão.


Além disso, outro aspecto fundamental é que essa prática pode aumentar significativamente o consumo de combustível. Com o caminhão carregado além da capacidade, o motor precisa trabalhar mais para manter a mesma velocidade, o que resulta em um maior gasto.


Penalidades legais

Exceder o limite de peso permitido é uma violação das leis de trânsito, e o transportador pode enfrentar consequências legais, que vão desde multas até a apreensão do veículo. Isso inclui a “multa por excesso de carga lateral”, quando a carga se estende para além dos limites laterais do veículo.


A infração é de natureza média, gerando 4 pontos na carteira. Além disso, o valor da multa é de R$ 130,16, mais o valor referente ao sobrepeso:

  • Até 600 kg — R$ 5,32;

  • De 601 kg a 800 kg — R$ 10,64;

  • De 801 kg a 1.000 kg — R$ 21,28

  • De 1.001 kg a 3.000 kg— R$ 31,92;

  • De 3.001 kg a 5.000 kg — R$ 42,56;

  • Acima de 5.001 kg — R$ 53,20.

Vale lembrar que não apenas o peso, mas também o excesso de comprimento de carga é uma violação das regras de transporte, sendo também passível de multa e outras penalidades.


Impacto ambiental

O excesso de peso pode aumentar o consumo de combustível do veículo, levando a uma maior emissão de gases poluentes e contribuindo para a poluição ambiental.


Quais são as melhores dicas para não exceder o peso no transporte de cargas?

Evitar o excesso de peso no transporte de cargas não é apenas uma questão de cumprir a legislação, mas também de garantir a segurança e a eficiência nas estradas. Dá só uma olhada em algumas dicas que podem auxiliá-lo nessa tarefa!


Conheça as regras

Familiarize-se com as regulamentações sobre peso e dimensões dos veículos de carga. Isso inclui não apenas as regras federais, mas também quaisquer restrições locais ou estaduais que possam se aplicar.


Verifique o peso antes de carregar

Antes de carregar o veículo, verifique o peso dos materiais. Utilize uma balança industrial se disponível para garantir a precisão.


Distribua a carga corretamente

Distribuir uniformemente o peso da carga pode ajudar a evitar a sobrecarga de eixos individuais.


Faça manutenções periódicas

A manutenção regular dos veículos pode ajudar a detectar e corrigir problemas que possam impactar a capacidade de carga do veículo.


Portanto, para uma operação de transporte eficiente e segura, é essencial observar a legislação e evitar o excesso de carga. Além de garantir a segurança na estrada, você estará otimizando os custos operacionais e prolongando a vida útil do seu caminhão. Tenha em mente que respeitar as regras de transporte não é apenas um requisito legal, mas também uma prática de negócio inteligente.

0 comentário

Comments


bottom of page